quarta-feira, 25 de junho de 2014

Os Santinhos dos meninos que viveram as suas infâncias nos anos 40/50 - Holy cards of children who lived his childhood in the forties and fifties


Nas décadas de sessenta e setenta a minha mãe tinha por hábito ir à Missa, e claro, eu acompanhava-a. Já ao tempo, nenhuma daquelas ladaínhas me dizia fosse o que fosse, no entanto havia algo que apreciava sobremaneira; folhear o Missal e dentro deste encontrar os Santinhos. Ficava ali abstraída olhando aquelas cenas com Meninos Jesus, Nossas Senhoras com uns rostos lindos. Por vezes acontecia, principalmente aquando da Homilia, que não me entrava nos ouvidos...elevar a cabeça para o tecto das capelas ou Igrejas em causa, e quase arranjava torcicolos, pois percebi que o interesse estava justamente nas pinturas lá existentes e não na dita cuja Homilia... 
Sabia de cor todos os cantos e recantos desses tectos, descobria rosas e malmequeres nas grinaldas,as carinhas dos anjos, os brasões, e tantos tantos outros pormenores. Hoje sei que se tratava primordialmente de caixotões de madeira pintada com alguma talha,sendo que um deles, o da Capela do Espírito Santo, bem no centro da Vila, teve de ser sacrificado devido ao mau estado de conservação...
Actualmente,todos esse Santinhos me foram dados pela minha mãe,aos quais se juntaram uns quantos do meu pai. Muitos deles contam histórias de acontecimentos familiares mais ou menos importantes, como é o caso de uma Crisma,uma operação,uma boa acção,etc. São alguns desses exemplares que hoje aqui vos deixo, frisando que a maioria deles eram oferecidos à crianças pelos párocos nas décadas de 40 e 50 do séc XX. Por exemplo, momentos como a Páscoa, o Natal, as confissões, ou a catequese, eram muitas vezes acompanhados dessas pequeninas imagens. Num tempo em que muito poucas crianças tinham acesso a livros de histórias, a oferta de um Santinho era visto como um tesouro valioso!  Talvez por essa razão eles chegaram até mim em bom estado de conservação. 


O Bom Pastor, datado de 1945, e ofertado a minha mãe, pela sua madrinha, aquando do então chamado Santo Sacramento da Crisma.
O Anjo da Guarda, foi ofertado à minha mãe  pelo Padre Tavares  aquando das idas à catequese, na década de 40 do séc. passado.

Anjinhos tomando conta do Menino Jesus. Foi oferecido ao meu pai pela Irmã Inácia quando, após a operação à apêndice lhe terem sido tirados os pontos. 

Esta Nossa senhora com o Menino Jesus foi adquirida nas velharias aqui de Alenquer, mas curiosamente, e pela inscrição que apresenta na parte detrás,sei a quem pertenceu, e posso datá-lo dos anos 50 do séc.XX.

O Sagrado Coração de Jesus, é mais uma recordação da Irmã Inácia, e é talvez dos meus preferidos,pois trata-se de uma figura que tem na  parte detrás um suporte de cartolina que permite colocá-lo de pé  Tal como aconteceu com o Anjo da Guarda, também este se relaciona com a operação à apêndice do meu pai.

Nossa Senhora com o Menino. Adquirido nas velharias, datado dos anos 50 do séc. XX.

Uma Nossa  Senhora da Conceição dos anos 40, pertencente à  minha mãe. 

Santinho dos ano 40.

O Bom Pastor -anos 50

Uma Virgem dos ano 50.


Santa Cecília. Um trabalho de extrema delicadeza, do qual não sei a proveniência. Certo é que terá sido executado por freiras, no séc XVIII.Nessa época havia tempo, mãos,arte, e vista para tanta minúcia. Recortado e pintado à mão. Encontrei-o no interior do Missal da esquerda ( séc XIX), o qual me foi oferecido pelo dono de uma das velharias aqui da terra. Dá-se-lhes o nome de Canivet, porque eram feitos com instrumentos cortantes.


Sagrada Família, pertencente à minha mãe, e datado de 1946.

Senhora com o Menino. Peça que não é maior que a cabeça do meu dedo polegar. Também este se encontrava no interior do Missal  de séc. XIX.

Sagrado Coração de Maria. Mais uma vez , um dos exemplares encontrado no Missal de séc. XIX. Presumo que seja uma peça de finais de séc XIX, princípios de séc XX.

Anjos guardando o  Menino Jesus - anos 50

Mais uma vez o Bom Pastor.


Não resisto a colocar aqui um tema musical que, em meu entender, tem tudo a ver com a temática. É um grupo coral masculino, formado por rapazes e meninos. Chama-se Libera.e são originários do Reino Unido.


video

Sem comentários:

Enviar um comentário